COLUNAS E DORES IRRADIADAS

Origem das dores de coluna

Entenda as dores irradiadas

Posições viciosas x dor

Tratamento Mckenzie

ARTROSE DAS ARTICULAÇÕES

O tratamento Mckenzie para:

Artrose dos joelhos e quadris

Artrose da coluna

LESÕES MUSCULARES E TENDINOSES
O tratamento Mckenzie para:

Cotovelo de tenista ou   epicondilite lateral

Tendinite / ruptura tendão Aquiles

Síndrome do impacto do ombro

Tendinite patelar

Distensão da virilha

LESÕES ARTICULARES MAIS COMUNS

Desarranjos articulares

Joelhos

Ombros

Cotovelos

Quadris

ATM – Articulação temporo-mandibular

Dor anterior do joelho
REPORTAGENS SOBRE DORES DE COLUNA E IRRADIADAS ( LER )

 

 

TRATAMENTO DE TENDINITES, TENDINOSES E DISTENSÕES MUSCULARES.

 

O TENDÃO

 

Tendão é a parte do músculo que se prende ao osso.  O tendão  transfere a força do músculo ao osso, produzindo o movimento.                                                                                     

 

FIG. I MÚSCULO DO BRAÇO.

 

A.  Ventre do músculo.    

B.  Tendão do músculo.

 

 

A patologia dos tendões parece ser a fonte mais comum dos sintomas crônicos dos membros. As causas mais comuns das lesões dos tendões são:

 

 

·    Lesões do esporte. No Tênis é comum lesões dos tendões dos cotovelos e ombros. Na corrida, a lesão do  tendão de Aquiles é a mais freqüente.

·    Movimentos repetidos por trauma acumulado. Estas lesões são comuns nos operários da linha de montagem.

·    População idosa. As lesões são causadas pela degeneração do tendão. 

 

                                                       

I - TENDINITE.

 

O QUE É TENDINITE?

 

Tendinite  é  o nome popular dado à  inflamação do tendão. 

 

Quando a inflamação também acomete a bainha do tendão ( uma espécie de capa que  o envolve ), chamamos de tenossinovite.

 

O  sufixo ITE refere-se a processos inflamatórios (que, por definição, incluem alguns dos (ou todos os) cinco clássicos sinais e sintomas de inflamação – tumor (inchaço), calor (quente), rubor (vermelho pela dilatação dos vasos na zona inflamada), dor e impotência funcional.

 

A tendinite pode acontecer de maneira repentina ou ir se instalando aos poucos.

 

Quando a tendinite se instala de maneira repentina, geralmente  é devida a um trauma direto sobre o tendão. Por exemplo, durante  um movimento brusco, uma queda   ou ao  se executar um movimento com carga  excessiva.

 

Quando a  tendinite se instala  de forma insidiosa, ou seja, ao poucos , a  lesão ocorre devido a um trauma acumulado. Indivíduos que executam movimentos  repetidos de forma excessiva  como os trabalhadores de uma linha de montagem, digitadores ou praticantes de determinados esportes como os jogadores de tênis,  podem desenvolver este tipo de lesão. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FIG II . Tendão inflamado. 

 

OS SINTOMAS DA TENDINITE.

 

Os sintomas variam de acordo com a fase da tendinite:  

 

·    Dor constante – mesmo em repouso;

·    Dor somente  durante a contração  ou ao alongamento muscular.

·    Dor durante e / ou após a atividade esportiva.

TRATAMENTO MCKENZIE PARA AS TENDINITES

 

Logo após a lesão do tendão, o corpo inicia o processo de recuperação. A recuperação acontece, sempre, em três fases.

·    Fase inflamatória – Do 1º ao 5º dia.

·    Fase de reparo dos tecidos -   De 3 a 4 semanas após a lesão.

·    Fase de remodelação dos tecidos – Após 4 semanas da lesão.

 

Durante a recuperação da lesão, cada fase exige um tratamento específico. Se houver falha  em qualquer uma  dessas etapas , a recuperação da lesão fica comprometida, o reparo do tendão  torna-se inadequado e ineficaz. Ocorrem mudanças patológicas crônicas. Ou seja, o tendão não se recupera totalmente e o indivíduo pode voltar a sofrer novas lesões. 

 

È importante termos bem definidos:

 

·    O tempo de repouso.

·    Quando começar o fortalecimento do tendão e qual carga  a ser colocada.

·    Como recondicionar e reabilitar o tendão.

·    Quando liberar o tendão para a atividade física ou retorno ao esporte

 

Muitas tendinites e distensões musculares se tornam recorrentes pelo desconhecimento do tratamento adequado.  

 

FALHAS NO TRATAMENTO E RETORNO DA DOR.

 

Os erros mais comuns na recuperação dessas lesões são:

 

·    Repouso muito prolongado.

 

Tão logo  o corpo inicia o processo de cicatrização (reparo  da lesão) , deveríamos iniciar um programa de alongamento e   fortalecimentos gradativos. A contração muscular organiza e orienta a cicatrização.  No repouso prolongado, a fibras do tecido se cicatrizam de forma desordenada, tornando o tecido fraco  e descondicionado. 

 

·    Retorno precoce á atividade física. 

 

É comum  indivíduos com tendinites ou distensões musculares ficarem em repouso por alguns dias ,tomarem antinflamatórios e, quando sem dor, iniciarem novamente as atividades físicas. Estes indivíduos não recondicionam adequadamente os tecidos recentemente lesionados. Provavelmente, a dor retornará assim que retornarem a atividade física. 

 

·    Falha na remodelação do tecido lesado.

 

Um bom programa de recondicionamento deve ser feito com o objetivo de desenvolver a habilidade máxima do movimento. O tecido deve estar apto a suportar a carga e o stress de qualquer atividade ou de qualquer esporte.  

 

As tendinites recorrentes se caracterizam  por surtos de inflamação aguda que, quando regridem, deixam o tendão não exatamente igual ao  que era antes, conduzindo a um processo de destruição progressiva, e aí temos uma tendinose. 

 

II – TENDINOSES.

     

O QUE É UMA TENDINOSE? 

 

O  sufixo ose significa degeneração. Na degeneração não há inflamação dos tecidos. 

A tendinose é o processo de degeneração do tendão que pode estar relacionado ao avanço da idade do indivíduo ou à história de uma ou mais tendinites  que não tiveram uma boa recuperação ( reparo insuficiente ).

Em outras palavras, tanto o envelhecimento do tendão quanto tendinites que não se recuperaram totalmente  podem alterar os tecidos do tendão, tornado- o fraco e suscetível a lesões.  

Nas tendinoses encontramos hipercelularidade, proliferação vascular e uma estrutura de fibras anormal, diferente de um processo inflamatório.

 

O TRATAMENTO MCKENZIE PARA AS TENDINOSES 

 

Como dissemos anteriormente, a tendinose é um processo crônico que pode ter sido  causado por tendinites recorrentes ou pela degeneração natural do tendão ( envelhecimento do tendão ).  

 

Nas tendinoses causadas por lesões recorrentes, o corpo inicia a recuperação da lesão assim que a lesão se instala, mas a recuperação natural da lesão não foi completa e se mostrou ineficaz.  O tendão já passou por todas as fases de recuperação - fase inflamatória, fase de reparo e fase de remodelação – porém o tendão não é mais um tendão normal e sadio.

 

Nas tendinoses causadas pelo envelhecimento dos tendões, as mudanças degenerativas do tendão  o deixam enfraquecido e incapacitado para receber a mesma carga de um tendão sadio. Estes tendões podem se romper com movimentos simples ou durante a prática de esportes.

 

“TENDÃO NECESSITA DE TENSÃO PARA SE RECUPERAR” 

 

O Método McKenzie propõe a reabilitação e o recondicionamento dessas tendinoses,  através de alongamentos e fortalecimento gradativos. A recuperação de qualquer tendão do corpo deverá seguir essa diretriz.

 

O protocolo de exercícios deverá ser  feito pelo próprio paciente, em sua casa ou no trabalho. As visitas ao fisioterapeuta são esporádicas e visam a  progressão  do tratamento.

 

Como não há inflamação, não se justifica o uso de antinflamatórios. 

 

DURAÇÃO DO TRATAMENTO.  

 

O tratamento e a reabilitação total do tendão pode durar de 2 a 6  meses, sendo que uma média são 3 meses. Entretanto, a melhora já é observada desde o início do tratamento.

 

 @Copyright 2010   www.dorcoluna.com.br  Todos os direitos reservados

 Designer: Paulo Chaves (31) 8788-0981