Blog
REPORTAGENS
Coluna no lugar certo
08.04.22
Jornal Estado De Minas

Coluna no lugar certo

Coluna no lugar certo
Fisioterapeutas utilizam método que reduz dores
nas costas em poucas sessões e induz paciente
a fazer exercícios em casa

Dores na coluna afetam entre 50% a 90% dos indivíduos adultos em alguma fase da vida. Várias são as linhas de tratamento e nem sempre um mesmo método se adapta perfeitamente a diferentes pessoas. Há sete anos, uma técnica de fisioterapia está sendo utilizada por fisioterapeutas brasileiros: é o McKenzie, o método mais usado por especialistas norte-americanos para curar problemas como hérnia de disco, dor cervical, torácica ou lombar que irradia ou não para os membros, cefaléias, Dort (LER) , lesões musculares e articulares , bem como as
lesões do esporte. Surgido na Nova Zelândia há 50 anos, o McKenzie é desenvolvido a partir de uma série de movimentos
específicos para cada pessoa. “A técnica detecta, no início do tratamento, a verdadeira origem da dor”, explica Maria José Queiroz, fisioterapeuta com formação nas técnicas McKenzie, Reeducação Postural Global (RPG) e Eutonia.

Ela ressalta que o estilo de vida moderno faz com que as pessoas usem a coluna muito mais numa direção do que na outra. “Fazemos cerca de 3 mil flexões (inclinações para a frente) por dia. Desde arrumar a cama, lavar roupa ou ficar em frente ao computador, nos esquecemos de levar o corpo para trás (extensão)”, afirma. As dores na coluna, explica Maria José, podem ser divididas entre musculares, posturais ou articulares. Nas musculares, pode ser que a musculatura esteja encurtada ou retraída e precise ser distendida. Nas posturais, os músculos estão “estressados”, provavelmente por má postura. As articulares, mais comuns do que as outras, afetam o disco vertebral, uma espécie de amortecedor localizado entre uma vértebra e outra.

Para detectar o problema do paciente, a fisioterapeuta faz, na primeira consulta, um diagnóstico ou avaliação mecânica. “São movimentos que vão direcionar a especialista, de acordo com a sinalização dada pela dor do paciente”, ensina. Uma das vantagens do método, aponta Maria José, é a velocidade da reabilitação. “O retorno pode vir em apenas uma sessão, na mesma semana ou em 15 dias. O benefício é que o McKenzie atua diretamente na causa da dor, ou seja, na origem do problema.” Além disso, com a supervisão inicial da fisioterapeuta, que explica como funcionam os movimentos, o paciente pode fazer os exercícios em casa. “Isso descarta o incômodo de o paciente ser obrigado a ir ao consultório.”

Os exercícios podem ser feitos em casa ou no trabalho. Basta apenas que a pessoa reserve alguns momentos do dia (cinco minutos) para desenvolver os movimentos. A técnica em prótese dentária M. M. O. é adepta do método e notou melhorias logo após a primeira sessão. Ela sofre
de dores crônicas nas costas. Depois de uma peregrinação em vários médicos, foram diagnosticadas as três hérnias de disco. “Em outubro passado, as dores tornaram-se insuportáveis. Quando me falavam que era nervo ciático, eu desistia de ir ao médico. Procurei outros tratamentos como hidroterapia, acupuntura, naturopatia e tração. Todos foram paliativos. As dores melhoravam, mas não cessavam”, comenta.

CRISES
Em abril, M.M.O foi fazer faxina em casa e as crises voltaram. Mesmo já tendo marcado a cirurgia para 6 de junho, ela resolveu seguir a sugestão de uma sobre uma nova técnica. “Fiz vários testes com a especialista e ela foi observando quais movimentos eram mais confortáveis ou não. Há duas semanas, estou fazendo os exercícios em casa e notei melhora desde o primeiro dia.” A esperança de M.M.O. é evitar a cirurgia. Segundo Paola Haueisen Batista, fisioterapeuta com formação em McKenzie, RPG, Cadeias Musculares Busquet e Osteopatia, as principais queixas de dores na coluna são na cervical (área do pescoço), na lombar (parte inferior das costas) e na torácica (no meio das costas), além das dores de cabeça. “Grande parte das cefaléias tem origem na cervical , esclarece. Há ainda a cervicobraquialgia, que irradia para braços, e a ciática, que tem reflexos nas pernas. Paola diz que o perfil do público que procura por ela é muito diversificado, variando de trabalhadores braçais a professores e bailarinos, passando por empresários que passam muito tempo do dia sentados e funcionários que ficam horas em frente ao computador. A fisioterapeuta ressalta que a posição de assentar é a grande vilã dos problemas de coluna. “As pessoas se assentam inadequadamente e as cadeiras também não são boas.”
___________________________________________________________________________________________________________________________
Indicações do Método McKenzie Dores na coluna que irradiam ou não para os membros,hérnias de disco ,dor es articulares ( artrose, lesões do menisco,etc),dores musculares, lesões do esporte( tendinites,distensões,síndrome do impacto,etc), LER( Dort), prevenção das algias da coluna.

Comente essa publicação